CONFRARIA DOS RIO-GRANDINOS

A Confraria dos Rio-grandinos, criada em 25/06/09, é um blog de divulgação e reflexão sobre a história, a cultura e o patrimônio da cidade do Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Este é também um veículo de divulgação dos Papareias (naturais da cidade do Rio Grande/RS) que se destacaram ou que se destacam no cenário nacional e internacional. As imagens e os textos apresentados na sua maioria são do autor do blog e destinam-se a ilustrar idéias e valores estéticos e artísticos. Para efeitos de direitos de autoria nas postagens são sempre mencionadas as fontes. Se alguém conhecer algum impedimento à divulgação de alguma imagem ou texto agradeço que contate comigo, por e-mail, a fim de que possa proceder à sua supressão. Todas as postagens constantes neste Blog são de domínio público e podem ser copiadas sob a autorização do seu Criador. Seja mais um Confrade tornando-se Seguidor desta Confraria.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

O RENOMADO ESCULTOR CLÁSSICO


Érico Gobbi nasceu no dia 09/08/25 na cidade do Rio Grande/RS, foi um escultor clássico acadêmico. Autor de aproximadamente cem obras. Reconhecido internacionalmente, o escultor rio-grandino foi agraciado com diversos prêmios nos Estados Unidos, Europa e na Ásia, o artista foi aclamado pelas autoridades mundiais de arte como um fenômeno artístico no mundo. “O terno escuro, o chapéu e o bigode curto conservado do mesmo jeito por muitos anos, revelavam a irreverência do escultor Érico Gobbi.” Começou a demonstrar suas habilidades artísticas aos quatro anos. Aos 14, formou-se em um curso de escultura. Além das obras conhecidas, também fabricava e recuperava imagens de santos para as igrejas da Zona Sul. Em 1948 ajudou o famoso escultor Matteo Tonietti a esculpir o "Monumento à Mãe" e os “Meninos” que se encontram no interior da Praça Xavier Ferreira. Hoje também fazem parte da paisagem da Praça Xavier a Chama Crioula dos Tradicionalistas e a Pira da Pátria construídas por Gobbi. Na Praça Tamandaré a escultura do jornaleiro, o florão no pedestal do monumento túmulo do General Bento Gonçalves e a imagem de Jesus no lago. Na praça Engenheiro Francisco Martins Bastos a escultura em homenagem a este ilustre fundador da Refinaria de Petróleo Ipiranga. Mas Gobbi se orgulhava mesmo é de ter esculpido o monumento de Iemanjá, com 2,10 m. de altura pesando de 2 toneladas, no estilo clássico acadêmico que se tornou um ponto de referência para os umbandistas de várias cidades do Estado na praia do Cassino. Todos os anos no dia de Iemanjá, em fevereiro, milhares de fiéis pagam promessas aos pés da santa. Outra estátua de Iemanjá, no estilo meio clássico, esculpida pelo artista que também atrai adeptos do umbandismo está na praia do Mar Grosso, em São José do Norte. Da sua paixão pelo esporte o Artista utilizou-se para esculpir um troféu em homenagem ao Sport Clube Rio Grande, o mais antigo clube de futebol do país. Em homenagem ao centenário deste clube construiu um marco no cruzamento da rua General Bacelar com a Rua Duque de Caxias. Gobbi tem mais cem trabalhos feitos em pedra espalhados pelas cidades da região. Como a imagem de Nossa Senhora de Lourdes no Recanto à peregrinação religiosa no Porto Rey na Ilha dos Marinheiros. Seus monumentos estão espalhados em diferentes partes do país, além do Rio Grande, em Caxias do Sul, Porto Alegre, Curitiba e São Paulo. Nos Estados Unidos há uma imagem de Nossa Senhora das Graças. Uma das suas obras mais grandiosas é a escultura de Rafael Pinto Bandeira, herói na retomada do município do domínio espanhol em 1776. A estátua do combatente sobre um cavalo tem quase três metros de altura e pesa duas toneladas. Foi construída em 1975 e se encontra na oficina do escultor. Erico Gobbi faleceu no dia 14 de agosto deste ano deixando trabalhos de escultura clássica para serem admirados eternamente.

Um comentário:

Irene disse...

Nesta cidade tão linda, que tal uma campanha ( e parece incrível que precisamos disso!) para que não se jogue lixo no chão?!
E...por falar em lixo.... quem nesta cidade recicla óleo de cozinha? Onde se pode fazer entrega?